Delegação Rio-grandina destacou-se nas “Paralimpíadas Escolares 2017”

No dia 20 de novembro,, a delegação de alunos/atletas paralímpicos da cidade do Rio Grande embarcou para a cidade de São Paulo, a fim de participar da edição 2017 das Paralimpíadas Escolares, organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, que aconteceu de 21 a 24 de novembro, no Centro de Treinamento Paralímpico.

Ao todo, foram dez as modalidades em disputa (atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas, futebol de 5 e basquete em cadeira de rodas), e todas elas tiveram provas realizadas no CT Paralímpico, na Rodovia dos Imigrantes, na capital paulista.

A delegação da cidade do Rio Grande foi composta pelo time de Goalball da Escola José Alvares de Azevedo, (Ayslan Fernandes, Rhuan Duarte,  Daniel Peil, Ezequiel Gonçalves e Adrian Borges da Silva); pelos atletas Gabrielli Amaral, da Escola José Alvares de Azevedo, e Matheus Vasconcelos, da Escola Municipal de Educação Bilíngue Carmem Regina Baldino, que competiram no Atletismo; e pelo aluno Guilherme Lemos, da EMEF Clemente Pinto, que jogou o futebol de 7. Também fizeram parte da equipe, o professor Felipe Motta, a professora Carine Fernandes e o estudante de Educação Física, Frederico Neves.

De acordo com o professor Felipe Motta, os alunos/atletas receberam apoio do Rotary Rio Grande, Rotary Cassino, Rotary Litoral, Ótica Estima e Refinaria  de Petróleo Riograndense.

E os resultados foram muito positivos: no dia 22, na prova dos 100m rasos, Matheus Vasconcelos obteve a medalha de prata na classe T35, categoria A; já no arremesso de peso, Gabrielli Amaral conquistou bronze na classe F11, categoria B. No dia 23, na prova de lançamento da Pelota, Matheus Vasconcelos conquistou a medalha de ouro na classe T36 categoria A; e nos 400 metros rasos, Gabrielli Amaral conquistou bronze na classe T11, categoria B. No dia de encerramento da Paralimpíada Escolar 2017, 24 de novembro, Matheus também participou da prova de 200m rasos.

O Goalball conquistou um feito inédito: sua primeira vitória em 4 participações nas Paralimpíadas Escolares, vencendo por  12  a 8 a equipe do Pará. Com essa vitória,  a equipe composta por alunos rio-grandinos disputou o 5° lugar com a equipe do Mato Grosso.

O êxito da dupla e de toda a delegação rio-grandina é resultado do trabalho incansável do professor Felipe Motta, desenvolvido com objetivo de oportunizar a prática esportiva aos alunos com deficiência, tanto na Escola José Alvares de Azevedo, quanto no Projeto Paradesporto, proposto pela Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd).

A Assessora da Educação Física da SMEd, Leontine Santos, destaca que “esses alunos estão escrevendo sua história, neste ano em que o município do Rio Grande completa 280 anos de fundação, no que se refere a representação da Cidade nesta tão importante competição escolar para crianças e adolescentes com deficiência”.

SMEd
Roberton Reis
Com informações da Assessoria de Educação Física