Prefeitura promove oficina para diálogo sobre qualificação do turismo na Capilha

A Prefeitura do Rio Grande, por meio da Secretaria de Desenvolvimento, Inovação e Turismo (SMDIT), promoveu nesta sexta-feira, 12, uma oficina com moradores da localidade da Capilha. A ação aconteceu no galpão do Cardosinho e contou com a colaboração de parceiros como o Sebrae e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). O objetivo foi envolver a comunidade no processo de construção e alinhamento estratégico de um projeto de aprimoramento do turismo na região.

Na oportunidade, o titular da SMDIT, Gilberto Sequeira, explicou que a proposta da ação foi estabelecer maior aproximação com a comunidade, para a construção coletiva do projeto. “Nosso objetivo é ouvir o que vocês esperam para o turismo na Capilha e alinhar tudo isso ao que podemos fazer, ao direcionamento que daremos ao projeto”, esclareceu Sequeira.

Para auxiliar no planejamento e execução do trabalho, diferentes instituições e entidades foram mobilizadas. Entre elas está o SENAI, que foi representado no evento por Fábio Trojahn e Nivaldo Muller. Na ocasião, os representantes falaram sobre a disponibilidade da instituição em ouvir a comunidade e avaliar de qual forma poderá ajudar no aprimoramento do turismo local.

Já a representante do Sebrae, Jussara Argoud, apontou a riqueza da região e seu potencial turístico. “O produto de natureza que há aqui é único. Hoje, a Costa Doce já é uma região considerada destino turístico no Rio Grande do Sul. O que precisamos aqui, é organizar o turismo e contribuir para que ele cresça ordenadamente, entregando qualidade nos serviços”, disse Jussara.

A moradora Bianca Martins comentou sobre a movimentação dos turistas na região, o que já é uma realidade. Para Bianca, o crescimento do turismo é inevitável. “Nós vemos o quanto cresceu de maneira brusca, então, é melhor que aconteça de forma organizada”, mencionou. Trabalhando como guia turística, Bianca já aguarda por turistas dos Estados Unidos e Portugal, que virão conhecer a região em 2022.

A condução da oficina foi feita pela consultora Gilca Bellaguarda. Durante a prática da atividade, foram listadas todas as sugestões da comunidade em relação ao que precisa ser encaminhado para o desenvolvimento do turismo local. Entre os pontos citados pelos moradores estão a organização do processo de descarte de resíduos, a demarcação de área para esportes náuticos, a estrutura em termos de segurança, instalação de banheiros, manutenção da praça, promoção de eventos, sinalização, rotas turísticas, estrutura para os pescadores, produção artesanal e outras.

Todos os apontamentos da comunidade servirão como base para o alinhamento estratégico do projeto de turismo sustentável. Destaque durante o diálogo, um dos intuitos da oficina foi refletir sobre como a organização e o aprimoramento do turismo local poderá contribuir para o desenvolvimento econômico, gerando renda aos moradores, e fortalecer o sentimento de pertencimento e de cuidado com o lugar.

Além da contribuição da comunidade e dos parceiros já citados, a iniciativa para qualificação do turismo na Capilha tem o envolvimento de Mitra Diocesana, Marinha do Brasil, 6º GAC, ICMBio, Nema, Universidade Federal do Rio Grande e outras entidades e instituições, além de diferentes Secretarias Municipais. A execução de ações voltadas para o turismo da região, assim como outras do Plano Integrado de Gestão, Desenvolvimento, Conservação e Sustentabilidade do Núcleo Autônomo do Taim, também faz parte do acordo de restauro da Capela do Taim, viabilizada mediante acordo com o Ministério Público Federal.

Fotos: Richard Furtado
Assessoria de Comunicação Social – Prefeitura Municipal do Rio Grande 
Acompanhe nossos canais nas redes sociais e fique por dentro do que acontece no Executivo:
www.facebook.com/PrefeituraMunicipaldoRG
Instagram: @prefeituradoriogrande
Publicado em: 12 de novembro de 2021
Skip to content