Mirême Miranda Pessôa de Mello Sartori
Membro Correspondente da Academia
Residente em Porto Alegre – RS
miremes@terra.com.br


SÓ UM SONHO

Já sei o que vais me dizer.
Teus gestos falaram antes.
Mais que um pressentimento,
É a realidade do ser.

Pensar que fomos amantes
E no calor do momento
Fizemos juras eternas
De sempre existir a paixão
Jamais revelações fraternais
Que essas já temos demais.

Mas como tudo tem seu fim,
Foi embora o encantamento
E o que restou do calor
A chama viva do amor?
Um fruto que foi sugado
Até ficar muito ruim
E entre nós, só nossos ais
E um sonho acabado.