A Escola Municipal de Ensino Fundamental Cristóvão Pereira de Abreu, que está localizada na Ilha da Torotama, receberá, nos dias 16 e 17 de agosto, a visita da Prof.ª Antonieta Rizzotti, representante do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC) e da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro 2017 (OLPEF).

Na oportunidade, a Prof.ª Antonieta irá atuar como tutora da Prof.ª Rosa Maria Martins Pereira, que leciona na EMEF Cristóvão Pereira de Abreu e foi selecionada  para escrever um relato sobre sua prática durante as atividades relativas à OLPEF, que será publicado neste mês e, também, para participar do Seminário Nacional “Escrevendo o Futuro”, a ser realizado na cidade de São Paulo, nos dias 03 e 04 de outubro de 2017, uma vez que a Escola já foi semifinalista na Olimpíada por três vezes (2012, 2014 e 2016).

A Prof.ª Antonieta explica que “a Olimpíada é mais que um concurso de texto; é um projeto de formação que realiza um concurso de texto para os alunos nos anos pares, e que nos anos ímpares, realiza formações presenciais e a distância para os professores, com o objetivo de contribuir para a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras“.

Com o tema “O lugar onde vivo“, a OLPEF valoriza a interação das crianças e jovens com o meio em que vivem. Ao desenvolver os textos, dividido em quatro gêneros de produção: crônica, poema, artigo de opinião e memórias literárias, o aluno resgata histórias, aprofunda o conhecimento sobre sua realidade e estreita vínculos com a comunidade.

No município de Rio Grande, a EMEF Cristóvão Pereira de Abreu, no ano de 2016, teve a aluna Samara Herreira Dias como semifinalista da OLPEF, na categoria crônica. Já a professora Rosa Maria Martins Pereira, no mesmo ano, foi vencedora com seu relato de prática “A boniteza do ato de escrever”.

De acordo com a direção da Escola “a comunidade da Ilha da Torotama aguarda com expectativa a visita da professora Antonieta Rizzotti, que conhecerá a realidade, as dificuldades e, principalmente, a boniteza do lugar, das pessoas e da comunidade escolar”.

 

SMEd
Roberton Reis
Com informações da EMEF Cristóvão Pereira de Abreu

Comentários encerrados.