O 1º Festival Literário da Sala de Letras e Biblioteca da Escola Municipal de Ensino Fundamental Sant’Ana, localizada no bairro Junção, ocorreu durante a manhã do dia 17 de julho.

O evento, entre outras diversas atividades, contou com a presença do desenhista rio-grandino Wagner Passos, com sessão de autógrafos e disponibilização das obras de sua autoria.

Os professores tem uma missão muito maior do que ensinar, pois devem incentivar valores positivos, ajudar a tornar os alunos pessoas melhores, boas para a sociedade. Todos temos a capacidade de sermos bons, e os professores são os grandes incentivadores disto e têm, na literatura, na imaginação, ingredientes indispensáveis nesta caminhada tão encantadora quanto desafiadora para este profissional. Por isto, o autor ao escrever, busca sensações boas para passar boas mensagens, focando uma sociedade melhor“, destacou Wagner Passos.

O autor completou dizendo que “a busca da felicidade está em fazer o outro feliz e, para isto, é preciso trabalhar com valores positivos“. Daí vem a identificação de Wagner com a Escola Sant’Ana, que está trabalhando este ano letivo com o tema gerador “valores“, onde podem ser destacados como foco: gratidão, respeito, curiosidade e solidariedade.

Agradecemos ao autor pela sua disponibilidade, a qual proporcionou e dimensionou as trocas e vivências do imaginário infanto-juvenil”, destacou a diretora da EMEF Sant’Ana, Denise Dutra.

O Festival Literário teve como objetivos desenvolver a observação de obras de arte por meio da exposição; estimular a curiosidade dos estudantes pela opinião do outro por meio de observação; descobrir talentos e habilidades através das experimentações de outras linguagens; despertar o gosto pelas diferentes leituras e suportes de informação com o contato com as mesmas e possibilitar a expressão de opiniões e valores por meio das diversas linguagens vivenciadas neste trabalho da EMEF Sant’Ana.

SMEd
Roberton Reis

Fonte: www.jornalagora.com.br

Na próxima quarta-feira (30), um coquetel de inauguração marcará a próxima etapa da história da Escola de Belas Artes Heitor de Lemos (Ebahl) e do prédio das antigas arquibancadas do Jockey Club do Rio Grande. A 5R Shopping Centers revitalizou o espaço e convidou a escola a instalar-se no local.

O projeto de ter um centro de arte e cultura dentro de um complexo multiuso é inédito no Brasil. “Já deu certo, a Escola de Belas Artes já está participando da vida do shopping, a exemplo do Inverno Cultural, onde a Escola organizou, junto com o shopping, uma semana de mostras culturais, entre outros projetos, que deverão acontecer em breve. Isso é espetacular para a cidade”, orgulha-se Felipe Fulcher, presidente da 5R Shopping Centers.

O prédio, que tem cerca de 2 mil metros quadrados, está todo adequado às atividades da Ebahl. A recuperação das estruturas, todas as adequações e obra civil custaram cerca de R$ 2 milhões. “A Escola é um dos poucos conservatórios de arte do Brasil e faz um belíssimo trabalho, merecia esse presente de reconhecimento”, afirmou Fulcher.

As aulas da Ebahl deverão começar junto com o retorno do recesso das escolas municipais, que está previsto para o início de agosto. “Estamos com uma grande expectativa para o início das aulas, ajustamos todos os detalhes para que nossos alunos aproveitem a estrutura e que isso contribua com o trabalho que eles já vêm fazendo”, explicou Beatriz Batezat Duarte, diretora da Ebahl.

Na tarde do dia 14 de julho, o Ônibus de Inclusão Digital do Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) da Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd) esteve na Escola Municipal de Ensino Fundamental Argemiro Dias de Lima, na localidade da Palma, levando a Oficina “Contos Africanos”, em parceria com a professora Ingrid Costa, assessora de Ensino Religioso e Relações Étnico-raciais dos Anos Finais.

Essa Oficina visa resgatar a importância da Cultura Afro-brasileira em nossa sociedade, sua influência na formação étnica atual e no meio sócio-cultural. A professora Ingrid, além de contar a história “O casamento da princesa”, de Celso Sisto, convidou os próprios alunos a serem os personagens da mesma, através da utilização de roupas e acessórios levados por ela.

Já no dia 18 de julho, encerrando as visitações do Ônibus do NTM, que visam apresentar as suas oficinas aos alunos da rede pública municipal de ensino, foi a vez da Escola Municipal de Ensino Fundamental Antônio Carlos Lopes, localizada na Quinta, receber a Oficina Pontos Turísticos, durante os turnos da manhã e da tarde.

No turno da manhã, como a Prof.ª Kelen Dias já trabalha com seus alunos do 8º Ano o Patrimônio Histórico, o NTM realizou a Oficina como forma de reforçar aquilo que já está sendo trabalhando em sala de aula. Durante a tarde, com os alunos do 4º Ano, a Oficina acrescentou informações que fazem parte do conteúdo trabalhado sobre a cidade de Rio Grande.

SMEd
Roberton Reis

Fonte: www.jornalagora.com.br

A nova sede da Escola Municipal de Ensino Fundamental Cipriano Porto Alegre, localizada na rua América, próximo à Henrique Pancada, deve ter as obras finalizadas ainda este ano, segundo o secretário de Município de Educação, André Lemes. O novo complexo da escola conta com dois prédios: o prédio do antigo Matadouro Municipal, que posteriormente abrigou o Centro Municipal da Criança e do Adolescente (Cemca) e um novo prédio que foi construído ao fundo.

Segundo o secretário, a obra está acontecendo como planejada. “O prédio antigo já passou pelas reformas necessárias e a área nova está com sua etapa bruta realizada, faltando apenas acabamentos como aberturas e outros detalhes. Por isso esperamos que até o fim do ano esteja tudo concluído, para que possamos nos organizar e começar o ano letivo de 2015 no prédio novo”.

A escola terá auditório, ampla área de recreação, quadra esportiva, adaptação em todos os acessos para portadores de necessidades especiais e salas de aula da pré-escola e do 1º ano do ensino fundamental (4, 5 e 6 anos) terão banheiros adaptados aos pequenos estudantes. “Ao adaptar as estruturas para os usuários, nós qualificamos nossas metodologias de ensino”, explica o secretário.

O prédio novo abrigará as salas de aula, enquanto o antigo foi reformado para sediar a área administrativa. As novas dependências da Escola trarão, conforme Lemes, “melhores condições de trabalho para os professores e também para as crianças, que vão estar em um ambiente mais amplo e agradável”.

Esther Louro

Crédito: Núcleo de Bibliotecas

Crédito: Núcleo de Bibliotecas

O Núcleo de Bibliotecas da Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd) realizou, no dia 10 de julho, quinta-feira reunião e formação com as Bibliotecárias que atuam nas escolas da rede pública municipal de ensino.

Num ambiente de descontração, foram apresentados e debatidos diversos assuntos, como Plano de Carreira, pós-graduação, atuação nas bibliotecas escolares, VI Congresso Municipal de Educação (COMED), aquisição de material para as bibliotecas, entre outros. O encontro também serviu para uma enriquecedora troca de experiências.

SMEd
Roberton Reis

Nos dias 11 e 12 de julho, aconteceu o Encerramento da Formação “Olhares Sul-Rio-Grandenses na Formação de Jovens e Adultos”, que teve início em maio de 2013, numa parceria entre Secretaria de Município da Educação (SMEd), 18ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Na abertura, no dia 11 de julho, no Instituto Estadual de Educação Juvenal Müller, foi proporcionado aos participantes do Encontro um momento cultural com a flautista Charlise Bandeira. Após, aconteceu a palestra com a professora da Escola Silva Gama, Simone Ginar da Silva, que fez um fechamento de todos os módulos apresentados durante a formação, momento em que as escolas também tiveram a oportunidade de fazer uma exposição de trabalhos realizados em seus ambientes.

Nesta noite, a Formação contou com a presença do secretário de Município da Educação, André Lemes, e de sua assessora, Adriana Carvalho, assim como da superintendente de Gestão da Educação, Rejane Veleda; e das representantes da Gerência de Recursos Humanos, Ingrid Wally e Luciane Amaral. Representando a FURG, o Prof. Dr. Vilmar Alves, Coordenador do Projeto de Formação; e a Prof.ª Flavia Gonzales. Representando a 18ª CRE, a coordenadora Neila Gonçalves Silva. Também participaram as Professoras Doralina da Silva Avila, da EMEF Cipriano Porto Alegre; e Sandra Regina Oliveira Baldez, da EEEF Prof. Abílio Azambuja, de Santa Vitória do Palmar, representando a EJA das redes Municipal e Estadual.

No dia 12 de julho, às 9h, no Auditório do IFRS, a Prof.ª Dr.ª Sabrina Barreto, da FURG, dialogou com os professores presentes sobre a importância de um olhar diferenciado às especificidades da EJA. Houve, também, a participação de alguns professores de São José do Norte, Santa Vitória do Palmar e Chuí, os quais também fazem parte deste processo formativo.

O secretário da Educação, em sua fala, reforçou sobre a importância e o compromisso que temos com o Processo Formativo dos professores da Rede Municipal, que atualmente tem sido prioridade do Pedagógico desta Secretaria, espaço este tão reivindicado por todos os professores.

O encontro foi bastante promissor porque os professores puderam dialogar, apresentar projetos desenvolvidos, avaliar a formação e sugerirem temas pertinentes à Educação de Jovens e Adultos a serem discutidos no próximo ciclo de formação, dentro da perspectiva da diversidade na EJA.

SMEd
Núcleo da EJA

O Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM) da Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd), no dia 11 de julho, nos turnos da manhã e da tarde, realizou mais um encontro do Curso Tecnologias na Educação: Ensinando e aprendendo com as TIC, o qual é oferecido a todos os professores da rede pública municipal de ensino.

O Curso acontece no Centro de Formação para a Diversidade Cultural e Inclusão Escola Viva, tendo um encontro por mês, e com o seu término previsto para o mês de outubro.

Neste encontro, os cursistas foram provocados a pensarem sua prática atual e possíveis mu­danças proporcionadas pelo uso das tecnologias, como recurso para ampliar o conheci­mento da realidade de seus alunos.

As assessoras do NTM mostraram que uma primeira etapa na transição para a Pedagogia por meio de Projetos é estabelecer um ambiente de diálogo e de livre expressão com a turma, permitindo que os interesses e curiosidades dos estudantes aflorem naturalmente. Na educação tradicional, grande parte dos estudantes se encontra acomodada em uma postura passiva de recepção de conteúdos e propostas de atividades prontas, de forma que essa acomodação, inicialmente, pode levar os alunos a se tornarem resistentes e sentirem dificuldades para se reconectar com o desejo de aprendizagem, a curiosidade natural e a postura investigativa. Diversas são as estratégias possíveis para estimulá-los, e cada educador certamente terá uma abordagem particular. Nesse sentido, as atividades da Unidade 3 deste Curso tem como objetivo auxiliar na socialização dessas estratégias.

Dentre as atividades desenvolvidas no encontro, trabalhou-se a “autoavaliação”. Levando-se em conta a necessidade de dialogar e compreender a realidade dos estudantes, os cursistas foram conduzidos a refletir sobre as seguintes questões:

  • Desenvolvo uma prática dialógica com meus estudantes?
  • Ouço suas ideias, dú­vidas, curiosidades?
  • Quais são as estratégias que utilizo e/ou considero que podem ser úteis para esta­belecer um ambiente de livre expressão que favoreça o diálogo?
  • De que forma as tecnologias podem auxiliar nisso?

Posteriormente, cada cursista explicitou seu ponto de vista, produzindo um pequeno texto a ser postado no seu Diário de Bordo, visto que as questões servirão como uma autoavaliação.

Na sequência, foi solicitada a pesquisa na internet de um exemplo de Projeto de Aprendizagem, de acordo com a metodologia apresentada. Também houve a possibilidade de apresentar uma experiência pessoal.

O próximo encontro está marcado para o dia 15 de agosto, sexta-feira, nos mesmos horários e local.

SMEd
Roberton Reis

INSCRIÇÕES