Divulgação

SMEd

Divulgação

Acesse aqui o folder com a programação completa da “III Feira Cultural e Literária” EMEF de Tempo Integral Valdir Castro.

SMEd
Roberton Reis
Com informações da EMEF de Tempo Integral Valdir Castro

A Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd), através do Núcleo dos Anos Iniciais, promoveu, na tarde do dia 14 de setembro, no Auditório da Escola Municipal de Ensino Fundamental Cipriano Porto Alegre, um evento em homenagem ao “Dia do Alfabetizador”, o qual contou com participação de docentes e coordenadores pedagógicos das escolas da rede municipal.

Dando início às atividades, os estudantes da EMEF Prof. Eliezer de Carvalho Rios prestaram uma homenagem aos alfabetizadores, em um momento cultural repleto de alegria e entusiasmo, que contou com a apresentação da releitura do livro de Ruth Rocha, “O Menino que Aprendeu a Ver”. A linda apresentação contagiou e encantou a todos que estavam presentes.

Após a apresentação, os professores dividiram-se entre as quatro vivências formativas proporcionadas: “Música”, com o professor Cleiton Oliveira; “Corpo em Movimento”, com a professora Denise Prado e Lucas Goulart; “Arte”, com a professora Michele Coelho Salort; e a “Contação de Histórias”, com a professora Ana Luísa Cosme e o grupo do “Projeto Oficina de Contação: a formação de leitores”, da FURG.

O clima das atividades foi de descontração e alegria; os docentes puderam experienciar um momento enriquecedor e prazeroso, que buscou valorizar a papel desempenhado pelos professores alfabetizadores no processo de constituição da leitura e da escrita com as crianças, jovens e adultos da nossa Rede Municipal”, destacou o Núcleo dos Anos Iniciais.

SMEd
Roberton Reis
Com informações do Núcleo dos Anos Iniciais

Divulgação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou no Diário Oficial da União (DOU), no dia 03 de agosto, alteração na data de aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Nacional) 2017. O Exame será aplicado em 22 de outubro, e não mais em 8 de outubro, como anunciado anteriormente. A retificação do edital também contempla regras da aplicação. O participante não poderá levar o seu Caderno de Questões ao término da prova.

 

A retificação do edital trouxe outras mudanças. As Secretarias Estaduais de Educação, listadas no Anexo II do edital, utilizarão os resultados individuais do Encceja para a certificação de conclusão do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Já os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, também listados no Anexo II do edital, utilizarão os resultados individuais do Encceja somente para a certificação do Ensino Médio.

O Encceja Nacional 2017 também será aplicado em novo horário no dia 22 de outubro. O Inep adiou a abertura dos portões para as 8h (horário oficial de Brasília).Com a mudança, os portões serão fechados às 8h45. A aplicação das provas será das 9h às 13h. No turno vespertino, os horários também foram alterados e os portões ficarão abertos das 14h30 às 15h15. As provas serão aplicadas das 15h30 às 20h30.

Segundo o Inep, a decisão de adiar a abertura dos portões vai garantir que todos os candidatos possam acessar os locais de prova com mais comodidade e segurança. A retificação no edital foi publicada no Diário Oficial da União do dia 13 de setembro.

O Inep explicou que a aplicação da prova será durante o Horário Brasileiro de Verão, que estará vigente nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Por isso, há casos de cidades que estarão com três horas de diferença do horário de Brasília, como em municípios da Região Norte.

Fonte: Ministério da Educação

Fonte: www.riogrande.rs.gov.br

A Secretaria de Município de Educação (SMEd), através do Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM), informa que o prazo de inscrição para as escolas da Rede Municipal de Ensino participarem do “IV Festival de Vídeo Estudantil da cidade do Rio Grande/RS” encerra na próxima terça-feira (19).

 

O edital do IV Festival pode ser acessado através do link: http://bit.ly/2eXme3w e as próximas atividades do evento ocorrerão nas seguintes datas:

  • Inscrições e entrega do DVD: até 19 de setembro;
  • Votação nas escolas: de 25 de setembro a 06 de outubro;
  • Entrega das urnas para votação: de 09 a 11 de outubro;
  • Cerimônia de premiação: 19 de outubro.

Assessoria de Comunicação/PMRG
Com informações SMEd

A Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd), através do Núcleo de Matrículas, realizará reunião com os gestores e secretários das escolas da rede pública municipal de ensino, nos dias 19 e 22 de setembro, às 9h, no Sobrado dos Azulejos, para tratar sobre as orientações relativas ao período de matrículas.

De acordo com a coordenação do Núcleo de Matrículas da SMEd, no dia 19 a reunião será com os profissionais que atuam nas Escolas Municipais de Educação Infantil. Já no dia 22 será a vez das Escolas Municipais de Ensino Fundamental.

 

SMEd

Na manhã do dia 12 de setembro, a Secretaria de Município da Educação de Rio Grande (SMEd), através da parceria entre os Núcleos dos Anos Finais, de Educação Ambiental e Patrimonial, e da Assessoria Étnico-Racial, realizou, no Salão Nobre da Prefeitura do Rio Grande, o 4º Encontro do Seminário “Costurando Histórias e Memórias Patrimoniais: Rio Grande 280 anos”, com a temática: Movimento Abolicionista em Rio Grande.

Na oportunidade, a Prof.ª Dr.ª Carmem Schiavon, da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), falou sobre o “Clubes e Sociedades Abolicionistas em Rio Grande”. Em sua palestra, foi ressaltado o protagonismo da população negra da Cidade, na conquista de sua liberdade e na resistência ao processo de escravidão ao qual os africanos que vieram para o Brasil foram submetidos. É importante lembrar que em 13 de maio de 1888, quando assinada a Lei Áurea, que extinguiu com a escravidão no Brasil, apenas em torno de 10% dos afrodescendentes brasileiros ainda encontravam-se privados de liberdade, pois o processo de resistência antes dessa data foi bem mais significativo.

No segundo momento do encontro, o Assistente Social Marcel Amaral falou sobre “Os Efeitos da Legislação para a População Negra“. Desde 2003, através da Lei 10.639, é obrigatório o ensino da História e Cultura afro-brasileira e africana nas redes públicas e particulares de educação. O diálogo deu-se em torno da necessidade de  trabalhar essas questões de forma efetiva e não com atividades pontuais no mês de novembro, pois ainda hoje a presença negra na Cidade, e em todo o país, é silenciada.

Foi uma manhã de muito aprendizado, reflexões e conhecimento, na qual professores dos Anos Iniciais, Anos Finais, acadêmicos e público interessado na cultura afro-brasileira tiveram a oportunidade de dialogar sobre o tema. Fico muito feliz em ver pessoas interessadas e que se oportunizam a dialogar sobre a negritude em nossa país“, destacou Lilian Reinahrdt, coordenadora do Anos Finais da SMEd.

SMEd
Roberton Reis
Com informações do Núcleo dos Anos Finais