Saúde – SMS

Responsável: Maicon de Barros Lemos
Endereço: Marechal Floriano Peixoto, 5.
Telefone: (53) 3237 – 4200
E-mail: maiconsms@riogrande.rs.gov.br
Horário de atendimento: 8h às 14h
Competências:  I – a articulação, administração, gerenciamento, desenvolvimento e gestão intersetorial, interpessoal e multiprofissional da rede de saúde no Município; II – o planejamento tático e operacional das ações da Secretaria de Município; III – a formulação das políticas de saúde de acordo com os princípios norteadores do Sistema Único de Saúde; IV – a assistência a população no que tange a prevenção das doenças; V – a promoção da saúde coletiva; VI – as ações curativas e reabilitadoras; VII – a vigilância epidemiológica; VIII – as ações para controle das condições sanitárias; IX – o exercício das responsabilidades atribuídas de acordo com o nível de complexidade previsto no tipo de gestão em que o Município estiver inserido no Sistema Único de Saúde; X – a definição das diretrizes para os recursos financeiros da área de saúde; XI – o controle e a fiscalização de qualquer atividade e serviço que comporte risco a saúde, a segurança e ao bem-estar físico e psíquico do indivíduo e da coletividade; XII – o relacionamento com os Conselhos Municipais e respectivos fundos, na sua área de atuação, de acordo com a legislação específica que os instituiu; XIII – as atribuições previstas na Lei Orgânica do Município para a área da saúde; XIV – a atualização de banco de dados e informações gerenciais; XV – o assessoramento ao Prefeito e aos Secretários de Município nas tarefas relacionadas com assuntos especiais de sua competência e que sejam atinentes aos atendimentos e administração da rede hospitalar pertencente ao Município; XVI – o estudo e a proposição de métodos e rotinas de simplificação e racionalização dos serviços, utilizando organogramas, fluxogramas e outros recursos afins; XVII – o acompanhamento do desenvolvimento da estrutura técnico administrativa da rede hospitalar municipal; XVIII – a propositura e a efetividade do aperfeiçoamento na rede hospitalar pertencente ao Município; XIX – o assessoramento a administração municipal na captação de recursos para investimentos na sua área de abrangência; XX – o desenvolvimento de rotinas operacionais com redução de custos visando atender a legislação pertinente; XXI – a revisão dos processos de receitas e despesas públicas, através da otimização dos recursos existentes no orçamento e o melhoramento de outros, para a melhor gerência; XXII – o planejamento para adaptação de uma nova filosofia moderna de administração hospitalar, envolvendo e comprometendo todos os servidores do Município; XXIII – outras competências correlatas a serem regulamentadas por decreto.

Tamanho da fonte
Contraste