Prefeitura vai receber premiação na área de Primeira Infância Melhor

A Secretaria de Município da Saúde (SMS) da Prefeitura do Rio Grande vai receber uma premiação, no próximo dia 25 (segunda-feira), na Casa da Música da OSPA (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre). O evento tem início às 8h e reconhecerá o trabalho de diversos profissionais, entre elas, o da visitadora do Programa Primeira Infância Melhor (PIM), Mariana Lopresti, que atua no município e foi finalista da macrorregião Sul para o prêmio Salvador Célia. No evento, vai ser realizado o XIII Seminário Internacional da Primeira Infância.

O prêmio Salvador Célia é o reconhecimento do trabalho desempenhado em prol das crianças, especialmente, as de zero a 3 anos. De acordo com o secretário Maicon Lemos (Saúde), Rio Grande recebe essa premiação, justamente, por trabalhos práticos, desenvolvidos para esse público no município pelo Primeira Infância Melhor.

Nos últimos anos, explica, “ampliamos o número de visitadores, porque entendemos a necessidade e o nosso dever em cuidar das crianças, principalmente, nessa etapa estratégica de formação que é a de zero a 3 anos”. Conta que o município saiu de uma média de 11 visitadores para 38 profissionais. Eles acompanham os recém-nascidos até os 3 anos de idade nos aspectos de peso, alimentação e passam nas casas das famílias com uma certa periodicidade. Nesse programa, “temos iniciativas natas de Rio Grande, incluindo o PIM por libras, o atendimento a crianças indígenas, o que mereceu destaque ao município”. Maicon afirma que, junto com os postos e agentes de Saúde, os(as) visitadores(as) são elos importantes para qualificar o atendimento a essas crianças.

Este ano, o tema principal do evento é “A Promoção de Direitos na Primeira Infância”,. A atividade contará com a presença de diversas equipes municipais, como o Primeira Infância Melhor (PIM), Programa Criança Feliz (PCF), Agentes Comunitários da Saúde (ACS), Monitores da Pastoral da Criança, profissionais de Estratégia de Saúde da Família, profissionais de Atenção Básica, Educadores, Acompanhantes Terapêuticos, professores, profissionais do CRAS, conselheiros tutelares entre outros envolvidos com os cuidados com as crianças.

Assessoria de Comunicação PMRG

Postado em: 11 de novembro de 2019

Tamanho da fonte
Contraste