Parceria entre SMEd e Furg oferece Formação Continuada para Professores(as) Alfabetizadores(as) em início de carreira

A Secretaria de Município da Educação do Rio Grande (SMEd), firmou parceria em 2018 com o Laboratório de Alfabetização e Práticas de Incentivo à Leitura da Universidade Federal do Rio Grande (LAPIL/FURG), coordenado pela Prof.ª Dr.ª Silvana Maria Bellé Zasso, tendo como objetivo a promoção de ações de formação continuada de professores(as) alfabetizadores(as). As atividades foram iniciadas neste ano de 2019.

Dentre as ações, destaca-se a formação que visa atender aos(às) docentes que estão iniciando na docência, no Ciclo da Alfabetização. Muitos são os aspectos que podem dificultar esse começo, que acaba por exigir uma maturidade profissional que os(as) novos(as) professores(as), muitas vezes, ainda não alcançaram, e esse fato reduz a confiança diante do seu desenvolvimento profissional, o que pode favorecer a abalos frente às dificuldades e às inseguranças próprias de sua condição. Partindo dessa premissa, propôs-se, por meio de um Curso de Extensão e Pesquisa, um espaço de socialização de saberes, das inquietações e dos dilemas vivenciados por esses(as) professores(as) iniciantes na carreira como docentes do Ciclo da Alfabetização.

As formações são ministradas pela Prof.ª Dr.ª Carmen Regina Gonçalves Ferreira, pós-doutoranda pela FURG em Educação, sob a supervisão da Prof.ª Dr.ª Gabriela Nogueira. Além da extensão, está sendo desenvolvida uma pesquisa-formação que investiga os desafios e as perspectivas de alfabetizadores(as) em início da docência no Ciclo da Alfabetização.

Os encontros quinzenais constituem-se em espaços de formação continuada com um grupo formado por oito docentes. Essa ação acontece desde maio de 2019, na EMEF Cipriano de Porto Alegre. As formações são desenvolvidas por meio de pautas que abordam questões relacionadas a conhecimentos específicos da Alfabetização e dos desafios da docência, entre outras temáticas da sala de aula, sugeridas pelas docentes.

“Compreender a aprendizagem profissional como um processo que não se encerra com a formação inicial, mas se dá ao longo da vida profissional, porque a docência mobiliza diferentes saberes e experiências e, ao mesmo tempo, envolve as dimensões pessoal e profissional, nos orienta no sentido de estabelecer diálogos com os contextos e as práticas que marcam o exercício da docência. Neste sentido, as ações de parceria entre a FURG e a SMED unem esforços para que essas docentes sejam acolhidas, nesse momento frágil e decisivo do início da carreira”, destacou a Prof.ª Dr.ª Carmen Regina Gonçalves Ferreira.

Com informações do Núcleo dos Anos Iniciais e da SMEd

 

Fotos: Divulgação

Postado em: 12 de agosto de 2019

Tamanho da fonte
Contraste