10
JAN

Notícias

Transporte coletivo: abertura dos envelopes ocorrerá no dia 29


Desde o início da paralisação dos funcionários da empresa Noiva do Mar, na manhã de quarta-feira (9), a Prefeitura Municipal do Rio Grande, através da Secretaria de Município de Mobilidade, Acessibilidade e Segurança (SMMAS) têm tomado providências no sentido de garantir o direito de ir e vir da população rio-grandina. Neste sentido, ainda no primeiro dia de manifestação, notificou a empresa permissionária sobre a prestação do serviço, que até o meio-dia desta quinta-feira (10) retomou as suas atividades normais.

Desde o início da sua gestão, o Chefe do Executivo tem buscado alternativas no sentido de proporcionar maior qualidade aos usuários do transporte coletivo do município. Com esse intuito, mais de um processo licitatório foi aberto pelo Executivo, tendo as duas últimas declaradas como desertas, ou seja, não houve nenhuma inscrição para a concorrência. Um novo processo está vigente, com a previsão da abertura dos envelopes para o próximo dia 29 de janeiro. O edital leva em consideração uma série de melhorias amplamente discutidas com a comunidade, através de audiências públicas.

Sobre a crise do transporte público, o município entende que trata-se de uma pauta que aflige não apenas Rio Grande, mas boa parte das cidades brasileiras por conta do atual cenário econômico e social. Em Rio Grande, sobretudo, dialoga com o desmonte da política naval e suas consequências para o município como um todo, repercutindo diretamente no bolso do trabalhador e da trabalhadora.

A inexistência de uma política de subsídios para o transporte público, tal qual ocorre em diversos países da Europa, a emergência de aplicativos de transporte e a queda no número de passageiros (de 19 milhões para menos de 13 milhões/ano), reflexo da atual crise econômica, corroboram para tal situação.

De acordo com o secretário de Mobilidade, Acessibilidade e Segurança, Carlos Alberto Brusch Terres, a pasta realizou um estudo articulado com outras secretarias de município sobre as isenções do transporte público e, sobre esse tema, o Executivo possui um entendimento diferente da empresa.

Brusch destacou que o município irá intensificar a fiscalização dos usuários beneficiados pelas isenções, no sentido de garantir o cumprimento da lei. Para isso, diz ele, novos documentos podem ser confeccionados ou exigidos, de modo a garantir o real direito das pessoas.  O secretário reforça ainda que a grande maioria dos isentos são estudantes, que não deixam de pagar passagem.

“A questão das gratuidades não interferem de forma direta na crise do transporte coletivo, já que o cálculo da tarifa é referente ao custo de operação e pessoal dividido pelo número de usuários”, salientou o secretário.

 Desde o início da paralisação dos funcionários da empresa Noiva do Mar, na manhã de quarta-feira (9), a Prefeitura Municipal do Rio Grande, através da Secretaria de Município de Mobilidade, Acessibilidade e Segurança (SMMAS) têm tomado providências no sentido de garantir o direito de ir e vir da população rio-grandina. Neste sentido, ainda no primeiro dia de manifestação, notificou a empresa permissionária sobre a prestação do serviço, que até o meio-dia desta quinta-feira (10) retomou as suas atividades normais.

Assessoria de Comunicação / PMRG


Fotos da Notícia







* separar os emails por vírgulas
  
Facebook Twitter Flickr

Prefeitura do Rio Grande

Largo Engenheiro João Fernandes Moreira, S/N
CEP: 96200-015 :: Telefone: (53) 3233.8400