Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial comemora sucesso em campanha realizada nas redes sociais

“Para construirmos uma sociedade mais humana, justa e igualitária, que não tenha preconceitos e discriminações, começamos por ações cotidianas, como a modificação do nosso vocabulário, falas e expressões que historicamente reproduzimos e que servem para perpetuar o racismo”. O argumento é de Chendler Siqueira, Coordenador Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Rio Grande. O gestor comemora o sucesso de uma campanha realizada pela Prefeitura Municipal do Rio Grande nas redes sociais, que muito além dos likes, tem promovido o conhecimento e a reflexão sobre o tema do racismo.

“ As pessoas tem compartilhado, curtido, os materiais nas redes sociais e listas de transmissão via Whatsapp. Temos tido um feedback muito importante e positivo de aceitação da comunidade. Algumas com reações de espanto, por não conhecerem a origem das palavras e o real significado das expressões”, relata o Coordenador, que salientou a adesão de veículos de comunicação como o Jornal Agora.

Produzido pelo setor de Mídias Sociais da PMRG, as 15 peças com temas e expressões racistas podem ser acessadas no Facebook, Twitter e Instagram da Prefeitura. A fonte para a elaboração dos materiais, destaca Chendler, são informações compartilhadas por militantes da comunidade negra de todo o Brasil, a maior parte delas publicadas em portais e sites relacionados ao Movimento Negro. A intenção da Coordenadoria, salienta o gestor, é que além de disponível em meio eletrônico, o material possa ser impresso e distribuído fisicamente nas escolas do município, palestras, rodas de conversa e eventos similares.

“Gosto sempre de lembrar que o mês de novembro é apenas uma vitrine para o Movimento Negro. Um momento em que temos mais visibilidade, visto o apelo do Dia da Consciência Negra. Nossas ações, no entanto, estão planejadas para serem executadas o ano todo, levando conhecimento e informação para as pessoas”, disse.

O Coordenador reforça que a desconstrução do vocabulário, de frases e pensamentos racistas não é uma novidade em Rio Grande, pois trata-se de uma pauta historicamente trabalhada pelo Movimento Negro. Chendler destaca, no entanto,  o ineditismo da iniciativa enquanto campanha de comunicação. “Uma ação que, além de inédita, tem sido muito eficaz”, afirmou.

Segundo ele, a ideia da campanha surgiu da luta dos movimentos populares e sociais da comunidade negra de modificar, dar visibilidade ao racismo presente diariamente nas nossas falas e de tentar reverter expressões que perpetuam o racismo e a discriminação. Chendler salienta que a campanha é uma das primeiras pautas executadas pela Coordenadoria e serve de incentivo para novas agendas propositivas. Ações que visam “dar visibilidade e que contribuam para que o racismo seja erradicado das nossas vidas, das nossas ações e das nossas palavras”, conclui.

              Significado das expressões é apresentado e discutido nas redes sociais da Prefeitura Municipal do Rio Grande

Postado em: 28 de novembro de 2019

Tamanho da fonte
Contraste